A RECOMPENSA DA HONRA - JOHN BEVERE

 A RECOMPENSA DA HONRA - JOHN BEVERE

"Não há profeta sem honra, senão na sua terra, entre os seus parentes, e na sua casa" (Marcos 6:4; ênfase do autor). A palavra chave aqui é honra. Eles não o honraram.

A definição simplista e literal de time (honra) é "valorização". Quando se fala a palavra time a um grego, ele pensa em algo valioso, precioso, de peso, tal como ouro.

Mas toda verdadeira honra tem origem no coração. É por isso que Deus diz: "Visto que esse povo se aproxima de mim e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim, e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens..." (Isaías 29:13; ênfases do autor).

Jesus disse que aqueles homens e mulheres de Nazaré sonegaram-lhe a honra. Os populares de Sua cidade natal não o trataram como uma pessoa valiosa e preciosa. Não o reconheceram como Alguém enviado divinamente até eles para cumprir a vontade de Deus. Em vez disso, viram um homem normal, um garoto local comum que estava de pé diante deles. Jesus foi impedido de fazer qualquer obra poderosa. Não houve nenhum acontecimento notável; possivelmente algumas dores de cabeça, casos de artrite ou dores nas costas tenham sido curados.

Pense nisso. Jesus — o Filho de Deus, o Filho do Homem, plenamente cheio do Espírito de Deus — é enviado para curar os enfermos e todos os que são oprimidos pelo diabo, mas não pode cumprir esta comissão, não porque não seja a vontade de Deus que todos recebam a cura naquela cidade, mas porque eles o restringem retendo-lhe a honra. Tratam-no como um habitante local comum.

Portanto, recebem uma recompensa parcial muito pequena (somente alguns dos enfermos são curados).

"... aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos". - 1 Samuel 2:30

A honra é uma chave essencial para recebermos do céu. Gosto de fazer referência ao versículo acima como o "princípio da honra". Aqueles que honram a Deus serão honrados; é assim que funciona. Todos os que honraram a Jesus receberam de Deus na proporção da honra prestada. Pense nisso... não apenas um servo e uma filha foram curados — ainda podemos celebrar até hoje as escolhas e a fé deles! Este princípio é especialmente enfatizado bem antes da paixão de Cristo. Jesus estava na casa de Simão, o leproso, em Betânia. Quando Ele se reclina à mesa, uma mulher se aproxima com um vaso de alabastro contendo um caríssimo óleo de nardo. O preço desse perfume era correspondente a um ano de trabalho de um trabalhador normal. Depois de chorar para lavar os pés de Jesus, ela os seca com seus cabelos; em seguida abre o vaso de nardo e o derrama sobre a cabeça de Jesus.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

LIVROS DO WATCHMAN NEE

Alexandria: do paganismo ao cristianismo.