quarta-feira, 12 de agosto de 2020

BOM ÂNIMO PARA ESPANTAR O DESÂNIMO

BOM ÂNIMO PARA ESPANTAR O DESÂNIMO

INTRODUÇÃO

Nesse texto sagrado, o salmista nos oferece três vitaminas espirituais para superar as dificuldades da

vida: 1) Espera no Senhor; 2) anima-te; e 3) ele fortalecerá o teu coração (Sl 27.14). O desânimo diante

dos problemas e dificuldades da vida consegue roubar a esperança do homem no Senhor e enfraquecer o

seu coração. Porém, um homem animado consegue esperar no Senhor, e o seu coração é fortalecido pelas

promessas de Deus. Por isso, a primeira coisa que Jesus dizia para espantar o desânimo dos aflitos era:

“Tem bom ânimo” (Mt 9.2; 9.22; Mc 6.50 etc.).

PESSOAS QUE RECEBERAM ÂNIMO NAS ESCRITURAS

1. Em Nm 13.20, prenunciando o desânimo que se abateria sobre os espias, Moisés fortaleceu o ânimo

deles, dizendo: “Esforçai-vos e tomai do fruto da terra”. Apesar de constatarem que a terra era boa,

os desanimados espias só enxergaram as dificuldades (Nm 14.27-29).

2. Em Js 2.11, Raabe revelou aos dois espias israelitas o desânimo que se abateu sobre os temidos

inimigos de Israel, dizendo: “Ouvindo isso, desmaiou-nos o coração, e em ninguém mais há ânimo

algum, por causa da vossa presença; porque o SENHOR, vosso Deus, é Deus em cima nos céus e

embaixo na terra”. Em vez de ficarmos desanimados, são os nossos inimigos que devem perder o

ânimo de enfrentar-nos!

3. Em 1Cr 12.33, é dito que: “De Zebulom, dos que saíam ao exército, ordenados para a peleja, com

todas as armas de guerra, cinquenta mil, também destros, para ordenarem uma batalha com um

coração constante”. “Coração constante”, ânimo resoluto! Esta era a disposição com que estes

soldados saíam para a batalha!

4. Em 2Cr 15.8, é dito que Asa, rei de Judá, recobrou ânimo, fortaleceu-se e renovou o altar do

Senhor.

5. Em 2Cr 32.5, a Palavra de Deus afirma que Ezequias, rei de Judá, “se fortificou, e edificou todo o

muro quebrado até às fontes, e levantou o outro muro por fora, e fortificou a Milo na Cidade de

Davi, e fez armas e escudos em abundância”.

6. Em 2Cr 32.7-8, vemos que o rei Ezequias ainda animou o povo contra Senaqueribe, rei da Assíria,

dizendo: “Esforçai-vos e tende bom ânimo; não temais nem vos espanteis por causa do rei da

Assíria… Com ele está o braço de carne, mas conosco, o SENHOR, nosso Deus, para nos ajudar e

para guerrear nossas guerras. E o povo descansou nas palavras de Ezequias, rei de Judá”. Um povo

animado, e com a força do Senhor se torna imbatível diante do inimigo que ameaça!

7. Em Ne 4.6, Neemias fala da importância do ânimo do povo, dizendo: “Assim, edificamos o muro, e

todo o muro se cerrou até a sua metade; porque o coração do povo se inclinava a trabalhar”.

8. Em Jó 3.20, Jó se expressa, dizendo: “Por que se dá luz ao miserável, e vida aos amargurados de

alma”. Em Mt 9.2, Jesus concedeu luz e vida ao amargurado paralítico de Cafarnaum, dizendo:

“Filho, tem bom ânimo; perdoados te são os teus pecados”.

9. Em Mt 9.22, Jesus concedeu luz e vida à amargurada mulher do fluxo de sangue, dizendo: “Tem

ânimo, filha, a tua fé te salvou. E imediatamente a mulher ficou sã”.

10. Em Jo 16.33, Jesus concedeu luz e vida aos desanimados e aflitos, dizendo: “Tenho vos dito isto,

para que em mim tenhais paz; no mundo, tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”.

11. Em At 27.22, Paulo anima os desesperados passageiros de um navio, dizendo: “Mas, agora, vos

admoesto a que tenhais bom ânimo, porque não se perderá a vida de nenhum de vós, mas somente o

navio”. Em At 27.36, Lucas escreveu que “tendo já todos bom ânimo, puseram-se também a comer”.

Uma palavra de ânimo muda situações aparentemente irreversíveis!

12. Em 1Ts 5.14, Paulo nos manda fortalecer os desanimados, dizendo: “Rogamo-vos, também, irmãos,

que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos e sejais pacientes

para com todos”.

CONCLUSÃO

Bom ânimo é um antídoto para espantar o desânimo. Bom ânimo é o remédio para vencer o medo e

superar os desafios e dificuldades da vida. Em 1Pe 3.8, o apóstolo Pedro também nos aconselha: “E,

finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, estranhavelmente

misericordiosos e afáveis”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alunos Teologia 2020

Alunos Teologia 2020
Link permanente

História da Filosofia

História da Filosofia
Dicionário da História da Filosofia